4 de fev de 2015

BCAA


Boa tarde!!! Mais uma da nossa saga por suplementos alimentares, hoje vamos falar do BCAA...



imagem retirada do google


BCAA

Essa sigla quer dizer “Branch Chain Amino Acids”. Traduzindo para o bom português: aminoácidos de cadeia ramificada. E são três: L-Leucina, L-Valina e L-Isoleucina, substâncias essenciais que não são sintetizadas em nosso organismo – e precisam ser adquiridas por meio da ingestão de alimentos ou suplementos.

Para você entender melhor a participação dos aminoácidos no nosso corpo, acontece dessa forma: para existir músculo, é preciso ter proteína e, para ter proteína, é preciso ter aminoácido. Simples assim!

A principal função dos BCAA´s é recuperar as “lesões” musculares que são provocadas durante um treino intenso. É o chamado efeito catabólico, ou catabolismo muscular, quando há desgaste energético.

Nos exercícios com pesos, se o organismo não tiver os nutrientes certos para se abastecer, recorre aos aminoácidos encontrados nos músculos, utilizando-os como fonte de energia. O resultado: perda de massa muscular, e horas e horas de academia desperdiçadas. 

Outra utilidade do suplemento é a elevação da produção de insulina, um hormônio altamente anabólico. Com isso, há melhora na absorção dos aminoácidos e diversos nutrientes.

Por essas razões, o produto serve de matéria-prima na construção dos músculos e permite entrada maior de glicose nas células, o quer significa mais energia durante o treino. Tanto é que o período ideal para consumi-lo é antes e depois da prática esportiva.

Suplemento BCAA: quais os efeitos colaterais? Ele engorda ou emagrece? 

O excesso de qualquer aminoácido pode trazer malefícios como o estresse renal, causando desconforto, náuseas e, em casos mais extremos, cálculos renais, pela alta concentração de amônia no órgão.

Por isso, é melhor não exagerar; tomar sempre a medida recomendada por um profissional ou fabricante do produto. Lembre-se daquele ditado: “a diferença entre o remédio e o veneno é a dose”.

Geralmente, o ideal é 4 a 8 gramas antes e depois dos exercícios extenuantes. Quantidades menores até podem surtir efeito, mas talvez não cumpram bem o papel de recuperação mais rápida e melhor desempenho.

No entanto, é preciso considerar os níveis de aminoácidos essenciais de cadeia ramificada na sua dieta antes de decidir, por conta própria, a dosagem perfeita.

A supervisão de um nutricionista esportivo é fundamental para acompanhar seu regime e uso de suplementos como esses.

E mais! Muitas vezes, dependendo da qualidade da marca que você compra, uma Whey Protein pode conter dose suficiente de BCAA´s. Assim, sobra uma graninha para investir em outro suplemento, como a Creatina, por exemplo (vou falar dela em outro artigo). Fica a dica!

Sobre um possível efeito emagrecedor, os aminoácidos de cadeia ramificada não são termogênicos, ou seja, não atuam como redutores de peso. Mas se utilizados em uma dieta com restrição calórica e treinos focados na perda de medidas, não vão interferir de forma negativa.

Quanto a engordar, os BCAA´s não engordam. Afinal, não contêm calorias, são aminoácidos importantes na construção muscular; não possuem carboidratos e, portanto, uma composição que justifique ganho calórico.

Outras dúvidas sobre BCAA

BCAA´s definem? Não. Definição se consegue com treino e boa alimentação, quando aumenta a massa magra e diminui o percentual de gordura.
BCAA retém líquido? Não, pois se trata apenas de um suplemento com aminoácidos; não contém nenhum componente associado à retenção de líquido no organismo.


E a saga continua, amanha tem mais da serie #SuplementosAlimentares

Bjus e até a próxima!!!

#DivasNaBalanca #Desafio31DiasDeSaude

0 comentários on "BCAA"

Postar um comentário

 

Divas na Balança Copyright 2009 All Rights Reserved | |